sábado, 29 de outubro de 2016

RONALDO BÔSCOLI

 . Rua Visconde de Pirajá, 22 , cobertura - Ipanema  

Era uma vez um lobo mau...
Resultado de imagem para RONALDO BÔSCOLI

Carioca, através de seu olhar de jornalista e  do grupo que, a partir de 1957, reunia-se no apartamento de Nara Leão para tocar e cantar músicas, Ronaldo Fernando Esquerdo Bôscoli  (1928-1994) foi o porta-voz de uma tendência musical que surgia no Brasil do final dos anos 50: Bossa Nova. E acabou se tornando um de seus mais marcantes compositores.

Também pudera...sobrinho-bisneto da compositora Chiquinha Gonzaga, tinha a veia musical no sangue. Fez parcerias afinadas com Chico Feitosa, Luis Carlos Vinhas, Normando, Luis Bonfá, Luiz Eça, Wilson Simonal, Carlos Lyra. Mas foi Roberto Menescal seu maior parceiro, com quem compôs O barquinho - música com diversas gravações no Brasil e no exterior -,  Nós e o marTelefoneVagamente,  Ah! Se eu pudesse,  A VoltaRio.




Rio, na interpretação ímpar de Leni Andrade, que sempre encerra seus shows com essa canção.


Bôscoli produziu um dos shows históricos da Bossa Nova: o Show da Escola Naval, em novembro de 1959; idealizou o primeiro pocket-show - expressão criada por ele - no Little Club, no Beco das Garrafas, juntamente com Luis Carlos Miele, que seria seu grande parceiro em produções e com ele durante 24 anos, criou os espetáculos de Roberto Carlos.

Roberto e Bôscoli em 1981

O edifício marfim 
da Rua Visconde de Pirajá, 22


Outro endereço de Bôscoli, no Rio, foi a famosa Casa Branca de um condomínio onde viveu durante o casamento com Elis Regina, encravada na Avenida Niemeyer, em São Conrado, comprada por Elis, que tinha um portão de madeira aberto para uma vila de casas que escalam a encosta da serra e ficam de face para o Atlântico.

( foto de 1967)




Casa onde morou Elis Regina no Rio de Janeiro Avenida Niemeyer Praia São Conrado (Foto: Nelson Kon/Divulgação) Piscina da casa


Curiosidades:
  • Famoso por polêmicas, uma que se tornou clássica foi a protagonizada por ele e Antônio Maria. A Bossa Nova, gestada nas mesmas noites de Copacabana, questionava o samba-canção e seu estilo que cantava a dor, a desesperança.Foram respostas cáusticas de Maria em O Jornal, e enfrentamentos de finais inesperados, como no episódio da boate Duvivier no Beco das Garrafasquando Antônio Maria resolveu tirar satisfações com Boscoli. Na hora H, Aloysio de Oliveira saindo em defesa do amigo, urinou nos pés de Maria, que frente ao inesperado caiu na gargalhada,  e ... tudo acabou "em samba", ou melhor, em uísque no Little Club.
  • As primorosas letras que criou para suas composições mostram um poeta derramado, romântico, sempre de quatro por um amor. Conta-se que a canção ”A volta” chamava-se “Mila”, mas Elis se apaixonou pela música e se recusou gravá-la com este título. O Lobo, bobo, cedeu.


Nenhum comentário: